OLEORESIN PROSPECTION IN Copaifera sp. TREES BY USING IMPULSE TOMOGRAPHY

Main Article Content

Bianca Cerqueira Martins
http://orcid.org/0000-0002-0833-0755
Glaycianne Christinne Vieira dos Santos
http://orcid.org/0000-0002-1722-4073
João Vicente de Figueiredo Latorraca
http://orcid.org/0000-0002-5969-5199

Abstract

O óleo de copaíba ( Copaifera L.) é uma matéria-prima utilizada pelas indústrias farmacêutica, cosmética e energética. No entanto, é uma dificuldade de localização dos reservatórios de oleorresina, ainda desconhecida, é um entrave ao seu abastecimento contínuo, afetando a comercialização sustentável do produto. Portanto, o potencial da tomografia de impulso para a prospecção de reservatórios de oleorresina no tronco de 18 Copaifera sp. árvores foram testadas, em três transversais nas alturas de 0% (1,30 m), 25%, 50%, 75% e 100% (1ª bifurcação). O PTI foi realizado apenas no DAP (0%), em outras 12 árvores, devido ao risco associado à escalada em árvores. No total, 30 árvores foram testadas.Ao todo foram forte 102 tomogramas obtendo: velocidade média de propagação de ondas mecânicas (aMPS), aMPS mínimo (minS) e aMPS máximo (maxS), altura de prospecção (Hp%) e altura total da árvore (Ht), diâmetro sem Hp% (Dhp), e porcentagem de área com baixas taxas de propagação de ondas mecânicas (LSa%). Essas variáveis ​​foram analisadas por meio de análise multivariada. Os reservatórios estão envolvidos na altura (0%) da DHP e confirmados em 26,7% das árvores. A análise dos componentes principais revelados, com exceção de Ht, os componentes são bons indicadores da localização dos reservatórios.

Article Details

Section
Article
Author Biographies

Bianca Cerqueira Martins, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Instituto de Florestas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestais.

Glaycianne Christinne Vieira dos Santos, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Instituto de Florestas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestais.

João Vicente de Figueiredo Latorraca, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Instituto de Florestas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestais.