REPETITIVE MOTION AND POSTURAL ANALYSIS OF MACHINE OPERATORS IN MECHANIZED WOOD HARVESTING OPERATIONS

Main Article Content

Anderson de Costa Paini Eduardo da Silva Lopes Amaury Paulo de Souza Carla Krulikowski Rodrigues Felipe Martins de Oliveira

Abstract

O objetivo deste estudo foi avaliar a postura dos operadores e movimentos repetitivos nas operações mecanizadas de colheita de madeira, visando conforto, segurança e saúde dos operadores florestais. O estudo foi realizado no corte raso de povoamentos de pinus localizados no Estado do Paraná, Brasil. Os dados foram obtidos em operações de corte de árvores com feller buncher e processamento de madeira com colhedoras, nas quais três operadores em cada máquina foram filmados durante a jornada de trabalho. As posturas típicas foram avaliadas pelos métodos Rápido de Avaliação Corporal Total (REBA) e Avaliação Rápida de Membro Superior (RULA), enquanto os movimentos repetitivos foram avaliados pelos métodos Latko, Silverstein e Strain Index (SI). Os resultados mostraram que os operários feller buncher permaneceram longos períodos sentados em posição estática, com os punhos virando para fora da linha neutra e sem pausa para recuperação, embora os métodos REBA e RULA tenham identificado baixo risco postural. Na operação de processamento de madeira, a coluna vertebral e o pescoço foram as partes do corpo mais afetadas, apresentando médio risco postural e a necessidade de investigações e mudanças rápidas pelos métodos REBA e RULA, respectivamente. Além disso, as operações de colheita de madeira com feller buncher e harvester foram classificadas como alta repetibilidade, apresentando mais de 30 mil movimentos repetitivos em uma jornada de trabalho, indicando alto risco de Lesão por Esforços Repetitivos (DERs) e distúrbios Musculoesqueléticos (DME) nas operadoras. Portanto, conclui-se que as medidas ergonômicas são necessárias para melhorar o conforto e a saúde dos operadores. apresentando médio risco postural e a necessidade de investigações e mudanças rápidas pelos métodos REBA e RULA, respectivamente. Além disso, as operações de colheita de madeira com feller buncher e harvester foram classificadas como alta repetibilidade, apresentando mais de 30 mil movimentos repetitivos em uma jornada de trabalho, indicando alto risco de Lesão por Esforços Repetitivos (DERs) e distúrbios Musculoesqueléticos (DME) nas operadoras. Portanto, conclui-se que as medidas ergonômicas são necessárias para melhorar o conforto e a saúde dos operadores. apresentando médio risco postural e a necessidade de investigações e mudanças rápidas pelos métodos REBA e RULA, respectivamente. Além disso, as operações de colheita de madeira com feller buncher e harvester foram classificadas como alta repetibilidade, apresentando mais de 30 mil movimentos repetitivos em uma jornada de trabalho, indicando alto risco de Lesão por Esforços Repetitivos (DERs) e distúrbios Musculoesqueléticos (DME) nas operadoras. Portanto, conclui-se que as medidas ergonômicas são necessárias para melhorar o conforto e a saúde dos operadores. indicando alto risco de Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Musculoesqueléticos (DME) nos operadores. Portanto, conclui-se que as medidas ergonômicas são necessárias para melhorar o conforto e a saúde dos operadores. indicando alto risco de Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Musculoesqueléticos (DME) nos operadores. Portanto, conclui-se que as medidas ergonômicas são necessárias para melhorar o conforto e a saúde dos operadores.

Article Details

How to Cite
PAINI, Anderson de Costa et al. REPETITIVE MOTION AND POSTURAL ANALYSIS OF MACHINE OPERATORS IN MECHANIZED WOOD HARVESTING OPERATIONS. CERNE, [S.l.], v. 25, n. 2, p. 214-220, july 2019. ISSN 2317-6342. Available at: <http://cerne.ufla.br/site/index.php/CERNE/article/view/2017>. Date accessed: 10 dec. 2019.
Section
Article